Mashup une grunge e Street Fighter

Por Andréia Martins

O mais recente trabalho do artista curitibano Butcher Billy é uma série de ilustrações misturando dois ícones do início dos anos 90: o movimento grunge e o game Street Fighter 2. O resultado foi a série Grunge Street Fighters, que transformou em lutadores de rua roqueiros como Dave Grohl, Kurt Cobain, Billy Corgan, Courtney Love e Scott Weiland.

“Para criar um mashup eu sempre tento pensar em dois ou mais conceitos visuais que não tenham absolutamente nada a ver um com o outro, mas que de alguma maneira bizarra ou subversiva eu consiga gerar conceitualmente uma relação através do design. Nesse caso específico grunge e Street Fighter, a primeira vista, não tem nada a ver – mas ambos apareceram no início dos anos 90 tendo em comum a agressividade. Então eu criei uma relação entre as estrelas do grunge com os lutadores do game”, conta Biliy ao Palco Alternativo.

Esse não é seu primeiro trabalho que envolve o universo musical. Já desenhou Sid Vicious e Nancy, cachorros roqueiros, a série Time-Travel Rock Supergroups e colocou roqueiros que já passaram dessa para melhor nos tempos de hoje –como um Elvis curtindo um som no iPod.

“Na verdade eu me considero um músico frustrado. No passado eu tive um projeto de música eletrônica – que é de onde veio o nome Billy the Butcher, ou Butcher Billy – mas isso foi o máximo. Provavelmente é por isso que meus projetos visuais exploram tanto temas musicais, como uma forma de canalizar essa energia”, conta.

O que ele revela sobre seu projeto eletrônico anterior –onde ele fazia mashups sonoros- é suficiente para despertar a curiosidade: imagine uma mistura de riffs de Led Zeppelin com baterias de escola de samba com percussão de pontos de umbanda. “Como era de se imaginar, o projeto não foi muito bem compreendido de uma maneira geral”, brinca ele (aos mais curiosos: http://soundcloud.com/billythebutcher).

Nas criações, o universo punk e rock estão sempre presentes. “É uma preferência pessoal – eu não sou apenas fã, mas me considero também um observador e estudioso da cultura musical alternativa como um todo. Lembro de ter apenas 8 ou 9 anos e já devorava revistas especializadas da indústria musical. Eu nem mesmo assimilava as músicas direito, mas já tinha uma curiosidade sobre pesquisar o culto aos ícones da cultura e contracultura – o que fazia pessoas de carne e osso se tornarem personagens no imaginário coletivo”.

Abaixo, você confere alguns desenhos da série Grunge Street Fighters. Para adquirir os desenhos, seja para enquadrar ou estampar na camiseta, é só acessar http://be.net/butcherbilly.

Dave Grohl e Kurt Cobain
Layne Stayle do Alice in Chains
Courtney Love
Billy Corgan
Scott Weiland, do Stone Temple Pilots

Ao Palco Alternativo, Billy ainda mandou seu top 5 rock’n’roll:

1) Joy Division – Love will tear us apart

2) The Smiths – This Charming Man

3) New Order – Blue Monday

4) The Clash – London Calling

5) P.I.L. – Rise

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *