Comunidade de músicos e profissionais da área

weeplay

Comunidade de músicos e profissionais da área é lançada durante Expomusic 2014

Certa vez, o guitarrista Noel Rouco estava bebendo em um bar quando conheceu o baterista Alan Feres. Na ocasião, Alan havia ido falar com Noel, pois este estava usando uma camiseta dos Stooges, uma das bandas preferidas de ambos. Rolou uma conexão musical instantânea. Os dois começaram a trocar ideia sobre som e, naquela mesma noite, em meados de 2002, nasceu a ideia de montar a banda Rock Rocket, hoje, há mais de dez anos na estrada.

Não é sempre que acontecem encontros fortuitos assim e que dão certo. Quantas vezes, por algum motivo, há um desfalque na formação da banda e esta precisa encontrar o bandmate perfeito para preencher a lacuna? Mas, por onde começar a busca? Além disso, qual músico não já se deparou com a dificuldade de encontrar um bom estúdio para ensaiar, seja por conta de horários indisponíveis, preço inacessível, equipamentos oferecidos ou localicação? Foi pensando em todas essas questões acerca do universo musical que Daniel Fussi, Diego Ramos e Rafael Heringer resolveram criar o Weeplay, uma comunidade para músicos, gestores de estúdios musicais e demais profissionais da área se encontrarem.

“Inicialmente, pensamos apenas em agregar informações sobre estúdios musicais. Porém, quando começamos a pesquisar, vimos que havia uma grande lacuna com outros profissionais do meio, como compositores, cantores, profissionais de masterização, mixagem, dentre tantos outros”, explica Daniel Fussi ao Palco Alternativo.

Segundo ele, a ideia do Weeplay é conectar os atores desse “ecossistema musical”, fomentando o mercado e impulsionando a exposição de novos talentos. O lançamento oficial da plataforma será na Expomusic 2014, feira internacional de música, que acontece durante este fim de semana (20-21), no Expo Center Norte, em São Paulo.

“Enquanto desenvolvíamos a plataforma, pensamos em como seria interessante participar da Expomusic, já que 50 mil pessoas interessadas em música passariam por lá. Entramos em contato com a organização em cima da hora, mas conseguimos um estande para o weeplay. Como não imaginávamos que daria certo, o lançamento do site seria depois da feira. Esprememos o cronograma, passamos algumas noites em claro e uns finais de semana sem cerveja. Mas deu tudo certo”, diz Fussi.

Como funciona?

Sob o conceito de comunidade, o Weeplay é uma ferramenta gratuita e nasceu para conectar aqueles que fazem parte do universo musical, proporcionando novas oportunidades tanto de interação com outros músicos (você pode encontrar o integrante perfeito para sua banda ou marcar reunir músicos para uma jam session) quanto profissionalmente (você pode contratar um guitarrista para preencher o lugar do guitarrista original da banda que passou mal na véspera do show).

Cada profissional cria um perfil, no qual conta sobre suas experiências e interesses, pode linkar suas músicas e vídeos (SoundCloud e Youtube) e informa o que faz ou quais os seviços que quer oferecer. Em seguida, ele já poderá ser encontrado no mecanismo de busca do site, pelo qual é possível filtrar qualquer informação do profissional, desde os gêneros musicais que ele toca até a cidade em que ele atua.

“Dessa forma, por exemplo, se uma banda procura um guitarrista em São Paulo que saiba tocar Rock, com três clicks ele é encontrado, e pode ser contatado diretamente, sem intermediários. O músico que tem uma banda, mas não quer prestar serviços, também tem a vantagem de participar da comunidade, dada a exposição que ela proporciona. Empresários e donos de casas de show podem utilizar a busca para encontrar bandas com características específicas”, diz Fussi. ::

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *