#JáOuviu? Eluveitie

Você pode não conhecer a suíça Eluveitie, mas ela é considerada uma das bandas de folk metal favoritas dos brasileiros. O grupo já se apresentou três vezes seguidas em terras tupiniquins, sendo que a última vinda deles foi financiada pelos próprios fãs do octeto, por meio de um sistema de compra de cotas que viabilizou o concerto na capital paulista. Em 2015, os caras retornam à América do Sul, com apresentações agendadas em quatro capitais brasileiras, além de outros países: Argentina, Chile e México (para adquirir os ingressos para os concertos no Brasil, acesse aqui). Caso você ainda não conheça a banda e curta o gênero musical (folk metal), mitologia celta, vocais guturais e femininos, violinos e gaita de fole, esse #JáOuviu? Eluveitie foi escrito especialmente para você. Se liga!

Por Magdalena Bertola
Colaborou Marcelo Tavares

Quem: Eluveitie, banda de folk metal com influência da música com inspiração celta e death metal melódico. Atualmente, a banda é composta por Chrigel Glanzmann e Anna Murphy nos vocais, Rafael Salzmann e Ivo Henzi nas guitarras, Merlin Sutter na bateria, Matteo Sisti na gaita de fole, Kay Brem no baixo e Nicole Ansperger no violino, que entrou no lugar de Meri Tadić, que deixou a banda para seguir em carreira solo após a Helvetios Tour. Apesar de ser uma banda grande, com sete integrantes e um músico de apoio, sua maior formação contava com dez músicos.

De onde vem: apesar da influência e do uso de instrumentos que remetem à cultura celta, em especial à galesa, a banda não é francesa, irlandesa ou escocesa, mas sim suíça.

O que já fizeram: a banda está na ativa desde 2002, sendo que o primeiro EP, Vên, saiu em 2004, sendo seguido pelo álbum de estreia Spirit, em 2006. Em 2007, já com contrato com a Nuclear Blast, o grupo lançou o disco Slania. Em 2009 foi lançada a primeira parte do álbum acústico Evocation, intitulada “The Arcane Dominion”. Apesar de ser um álbum acústico, as vozes guturais ainda estão presentes nas músicas do especial. Desde então, o Eluveitie já lançou o Everything Remains (As It Never Was), em 2010, o Helvetios e o The Early Years, em 2012, e Origins, em 2014, ainda com Patrick “Päde” Kistler na gaita de fole, com o qual a banda fará turnê no Brasil em abril. A primeira apresentação será dia 11/04, no Carioca Club, em São Paulo. A banda ainda segue com a turnê ‘Origins Brazilian Tour’ por Rio de Janeiro, Porto Alegre e Curitiba.

eluveitie

Quem vai gostar: fãs de Arkona, Omnia, mitologia celta, vocais guturais e femininos, violinos e gaita de fole.

Por que ouvir: a banda foi vencedora do ‘wildcard ‘ do Swiss Music Awards, a mais importante premiação suíça, na categoria Melhor Artista ao Vivo, em 2014, sendo a primeira banda de metal a ganhar esse prêmio.

Por onde começar: pelo single do álbum Helvetios, “A Rose for Epona”, depois passe por “Omnos”, do Evocation I, duas músicas com vocal feminino. Depois ouça o gutural em “Thousandfold”, do Everything Remais As It Never Was, de 2010, depois passe por “Druid”, do EP Vên, que mostra o início da banda, com som hora bem mais pesado que o atual. Ouça, quase que obrigatoriamente, o álbum Slania, que conta com passagens em gaulês, antiga língua celta francesa, mais conhecida pelos desenhos de Asterix e Obelix. Nesse álbum, o destaque é para as faixas Inis Mona e Slania’s Song. Finalize com o novo CD, Origins, ouvindo King, The Call of The Mountain e Sucellos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *