#JáOuviu? Warpaint, a banda que passou por aqui e você nem viu

[Por Natasha Ramos]

A banda californiana de dream-pop Warpaint tocou em São Paulo, nos dias 3 e 4 de fevereiro, num show para poucos. Entre o anúncio do show e a vinda das meninas, foi apenas uma semana. Além disso, a banda, que veio apresentar seu mais recente disco, Heads Up (lançado em setembro de 2016), tocaram no projeto Art of Heineken, no Museu de Arte Contemporânea de São Paulo no parque do Ibirapuera, com capacidade para apenas 490 pessoas. Se você não viu o show ou nunca ouviu falar na banda, se liga neste #JáOuviu?.

Quem: Formada em 2004, Warpaint é um grupo de rock experimental formado em Los Angeles em 2004 e traz em suas músicas elementos de shoegaze e dream pop. A banda é formada por Emily Kokal (vocais e guitarra), Theresa Wayman (guitarra, teclado e vocais), Jenny Lee Lindberg (baixo e vocais) e Stella Mozgawa (bateria e teclados).

De onde vem: da ensolarada Los Angeles, terra de bandas como Red Hot Chilli Peppers e The Runaways.

Quem vai gostar: apreciadores de bandas que flertam com experimentalismo sonoro, como Sonic Youth, showgaze, como The Radio Dept., e o dream-pop, como as ótimas Beach House e Youth Lagoon.

warpaint

O que já fizeram: Em 2008, lançaram de forma independente o EP de estreia Exquisite Corpse, mixado pelo guitarrista do Red Hot Chilli Peppers, John Fusciante (namorado de Emily na época). O primeiro álbum completo, intitulado The Fool, foi lançado dois anos depois, em 2010, seguindo de extensa turnê em importantes festivais como o Coachella, o Reading e o Leeds. Em 2014, o segundo álbum da banda, homônimo, foi lançado. E, finalmente, ano passado, depois de dois anos sem lançar nada, as meninas apresentaram o Heads Up. A banda ainda contribuiu com um cover de “Ashes to Ashes” do David Bowie, para o álbum tributo We Were So Turned On: A Tribute to David Bowie. Antes do recente show da Warpaint em terras brasucas, as meninas já se apresentaram por aqui em 2011 em outra festa patrocinada, e tocaram no último Pitchfork Festival de Paris, em outubro passado.

Por que ouvir: A despeito de bandas de meninas, como as maravilhosas The Donnas e Sleater Kinney, que apresentam um rock mais direto, as meninas da Warpaint trazem um rock etéreo que faz você viajar. Da mesma terra de onde vieram bandas com pegada mais punk/hardcore, como Dead Kennedys e NOFX, as meninas parecem conservar essa pegada punk mais na atitude do que na própria sonoridade, apresentando um som variado, que foge do óbvio.

Por onde começar: Comece por “New Song”, novo sucesso da banda que já ganhou remix de um beastie boy e dos manos do Soulwax. Passe pela quase mântrica “Disco//Very”, do segundo disco, em seguida, aproveite para entrar no transe melódico de “Whiteout”. Não deixe de escutar “Elephants”, do EP de estreia, e “Bees”, do The Fool.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *