“Há apenas nós, os Arctic Monkeys e os Libertines”, diz vocal do Kasabian

kasabian

A banda britânica Kasabian afirmou que somente eles, Arctic Monkeys e The Libertines “sobreviveram” à era do indie rock dos anos 2000.

O frontman da banda, Tom Meighan disse à revista britânica NME que ele pensa na própria banda como “sobreviventes” da onda de bandas britânicas que dominaram a cena de guitarras indie que surgiu logo depois da virada do século.

“Há apenas nós e o [Arctic] Monkeys nesse nível”, Meighan disse. “Eles são ótimos. Kaiser Chiefs também, provavelmente. Quando nós surgimos [com o primeiro disco, homônimo], em 2004, havia Franz Ferdinand, Razorlight, Kings of Leon, The Holloways, The Paddingtons, The Maccabees, Libertines tinha acabado de terminar”.

“Era um tempo bom. Nós tínhamos 22 anos e havia tanta boa música. As bandas estavam de volta, havia um monte de revistas de rock, o indie e o rock’n’roll eram legais. Nós sobrevivemos a isso”, acrescentou o vocalista do Kasabian.

Meighab continua: “Onde está o rock’n’roll nos tempos atuais? Se foi, não foi? Eu concluo que [hoje] é uma mistura de tudo. O que está rolando no mundo no momento? É R&B, pop, artistas solo. Adele, ela é incrível… Ed Sheeran. Mas, não existe mais bandas [como aquelas]”.

A banda britânica Kasabian, uma das sobreviventes ao indie rock dos anos 2000.
A banda britânica Kasabian, uma das sobreviventes ao indie rock dos anos 2000.

Concordando que apenas Kasabian, The Libertines e Arctic Monkeys sobreviveram àquela cena, passaram da era dos rock dos anos 2000 para a próxima década, o guitarrista e compositor Serge Pizzorno disse: “Curiosamente, eles são os três – e os três melhores, o que faz sentido. Nós temos melodias e características fortes e bem definidas. Ame-os ou odeie-os, você está interessado em onde eles estão indo e o que estão fazendo”.

O guitarrista do Kasabian continua: “Eu estava conversando com o Carl [Barat], do The Libs [Libertines], eu amo o Carl. Quando ele escutou ‘Switchblade Smiles’ [do disco de 2011, Velociraptor!] ele disse ‘fuck you’. E nós rimos e ele disse ‘o Libertines não pode simplesmente fazer isso’. Eles são os Libertines e tem que ser apenas isso e nós podemos experimentar. É louco porque naquele tempo, nós surgimos com esses garotos. Nós não percebíamos a importância do que estava rolando. Eles eram apenas uma banda e nós éramos apenas uma banda, mas aquele primeiro álbum deles [Up the Bracket, do Libertines] era um álbum tão bom. É sempre muito emocionante com esses meninos”.

Pizzorno mandou esse turbilhão de opiniões meio pretensiosas meio nostálgicas após dizer que o novo álbum do Kasabian, cuja gravação foi finalizada recentemente, poderia “salvar a música de guitarras do abismo“. O novo disco do Kasabian deve ser lançado no final deste ano.

Da redação com informações da NME

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *