Segundo EP da trilogia de Alper Tuzcu é inspirado em Gabriel García Márquez

Depois de “Migrante”, lançado em fevereiro deste ano, Alper Tuzcu lança, hoje (29) pela Palma Records, “Imagina”, o segundo EP de sua trilogia

Nascido e criado em Istambul, o artista de 29 anos é uma daquelas joias musicais que, muitas vezes, passa despercebida em meio ao monopólio exercido pelo mainstream. O compositor multi-instrumentista, formado pela Berklee College of Music e membro votante do GRAMMY, Alper Tuzcu, conta que enquanto Migrante foi influenciado pela poesia, flamenco e fado de Pablo Neruda, Imagina é inspirada nas cidades fictícias dos romances de Gabriel García Márquez, nos sons das ruas de Barcelona, ​​nas percussões da América Latina e nas melodias da Anatólia .

Leia também: Músico turco com alma cosmopolita: Alper Tuzcu lança “Migrante”

Assim como em Migrante, os músicos que colaboraram na Imagina também formam um seleto grupo de formados do Berklee College of Music que vêm de países como Itália, Estados Unidos, Peru, Argentina, República Dominicana e Turquia. Em tempos de pandemia de Covid-19 e quarentena, este novo trabalho de Tuzcu, composto por três faixas, convida o público a sonhar e ver o mundo além das paredes, criando uma experiência íntima e inspiradora para as pessoas em suas casas.

Capa do disco “Imagina”, de Alper Tuzcu

 

 

 

 

 

 

 

 

“Deseo”, que foi composta em Barcelona em 2019, é uma balada de jazz 3/4. Essa música, inspirada na cultura histórica do bairro Gracia, em suas antigas livrarias e cafés modernos, determina a atmosfera geral do EP.

Com o nome da cidade fictícia do romance de García Márquez, Cem anos de solidão, “Macondo” combina melodias da Anatólia com clarinetes inspirados na música colombiana. A seção rítmica inclui o bombo da Argentina, 2-3 claves cubanas, guitarras tremolo e baixo acústico.

Com solos de guitarra e saxofone inspirados no moderno movimento de jazz de Brad Mehldau e Herbie Hancock, “Babel” é uma composição original que combina ritmos de jazz latino com melodias mesopotâmicas. “Babel” tem uma variedade de ritmos, com mudanças de 5/8 para 6/8 e para bolero em 4/4.

‘Imagina’ foi originalmente concebido como um EP totalmente gravado ao vivo, mas devido às circunstâncias atuais, apenas parte das gravações poderia ser concluída. Tuzcu então procurou dados de serviços de streaming como o Spotify para analisar quais instrumentos poderiam ser usados ​​como amostras digitais para complementar o restante do EP. Essa decisão seguiu o sucesso de seu single de 2019 da Bossa Nova, “Felicidade”, no qual Tuzcu combinou instrumentos acústicos e digitais e recebeu mais de 200 mil visualizações no Spotify, principalmente na América Latina e na América do Norte.

Alper Tuzcu é um compositor, guitarrista e produtor musical inovador. O compositor, que vive nos Estados Unidos, usa suas composições multiculturais para unir culturas e atravessar fronteiras. Membro votante do GRAMMY, ele já trabalhou duas vezes com o virtuoso do flamenco espanhol, produtor e compositor Javier Limón (Buika, Paço de Lucía, Wynton Marsalis). Ele lançou seu segundo álbum Aurora pela Palma Records em 2018 e seu álbum de estréia Between 12 Waters em 2016, composto por 12 músicas inspiradas em 12 culturas diferentes. Alper Tuzcu se formou no Berklee College of Music com Magna Cum Laude em 2015, depois de ganhar uma bolsa de estudos no Umbria Jazz Festival na Itália.

Por Natasha Ramos com informações enviadas pelo músico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *