ENTREVISTA: Estranhos Românticos

[Por Ricardo Leite]

O baterista e produtor da banda carioca Estranhos Românticos trocou mensagens remotamente com o Palco para comentar o novo disco, a situação da banda, que terminou durante a gravação do disco (2020), as produções atuais e o trabalho durante o confinamento.

Palco Alternativo: Quando e onde a banda foi formada?
Pedro Serra: A banda se formou no começo de 2014, após uma jam session no meu aniversário.

P.A.: O que os levou a formar a banda e como isso se deu?
Pedro: Essa foi a terceira banda que formei junto com o vocalista e guitarrista Marcos Muller: a primeira foi Chaparral, nos anos 90 e a segunda Polaroide (onde o tecladista Luciano Cian do Estranhos Românticos tocava baixo), nos anos 00. Somos amigos há muitos anos e todos nós tocamos desde os anos 80 em diversas bandas – Ao Redor da Alma, Gats Mao, Big Trep, Utopia, Cordel Elétrico, Second Come, O Branco e o Indio, The Deadsuns – só pra citar algumas.

PA: Qual a proposta da banda?
Pedro: A proposta da banda é botar pra fora a música que é gerada em nós pelas nossas vidas cotidianas, temperadas com o liquidificador sonoro que ouvimos desde criança até os dias de hoje – Beatles, Jovem Guarda, Itamar Assumpção, New Wave, Tropicália, Pós-Punk, Motown, Indie. Isso é o nosso “indie-rock-tropical”.

PA: Quais os trabalhos já lançados e onde tocaram? Quais momentos mais marcaram esses anos do grupo?
Pedro: Lançamos o 1º CD homônimo Estranhos Românticos em 2016, produzido por JR Tostoi. Lançamos clipes para as músicas “Monalisa”, “Moderno Mundo”, “Karma”, “Cinema Mudo”. “Estranhos Romântico”, “Lobo Mau” e “Um Sabotador”, deste primeiro disco e “Samsara” deste novo disco (e estamos pensando no próximo, talvez de “Mergulho no Saara”. Em 2017 lançamos a música “Agridoce” no tributo ao Pato Fu feito pelo Hits Perdidos e Crush em Hi-Fi. Em 2018, lançamos a versão em português de “Catchy Chorus” no tributo ao Autoramas feito pelo Hits Perdidos. E agora em maio de 2020 lançamos nosso 2º disco Só.

Tocamos algumas vezes em todos os lugares possíveis para bandas independentes tocarem no Rio de Janeiro – Audio Rebel, Saloon, Motim, Teatro Solar… Infelizmente nunca tocamos em SP. Acho que os dois momentos que mais marcaram a banda foram as viagens para tocar no Garajão em Ipatinga/MG, em 2016; e em Buenos Aires, em 2014. 

P.A.: Como está a situação atual da banda? Há possibilidade de retorno?
Pedro: No momento a banda está parada, só divulgando o disco novo. Depois de 3 anos compondo, arranjando e ensaiando o material para esse disco (que talvez fosse duplo), brigamos bem no começo da gravação em julho de 2019. Sabíamos que as músicas eram muito boas e decidimos gravar mesmo assim, mas totalmente separados. O produtor argentino Seu Cris nos ajudou muito nesse sentido, com muita paciência. Gravamos 19 músicas e resolvemos lançar dois discos, em vez de um duplo. Lançamos o em maio e agora falta mixar as outras músicas, que seriam lançadas num novo disco em novembro – mas com a pandemia, talvez atrase. Quanto à possibilidade de retorno, no momento acho que não. Mas nunca digo nunca.

P.A.: Não podemos deixar de perguntar, como estão os integrantes e as atividades nesse período de pandemia e quarentena?
Pedro: Não tenho muito contato com todos, mas acho que tá todo mundo respeitando o confinamento e eu, que sou o produtor da banda, fico direto trabalhando na divulgação na internet. Já dei entrevistas para duas rádios no México e uma no Canadá e tocaram diversas músicas diferentes em algumas rádios no mundo, como KXSF, KRBX e WTJU (EUA), CKIA FM (Canadá), Ibero 90,9 e UAM Radio 94.1 FMs e Codigo CDMX (Mexico), Valley FM 89.5 (Australia), ALPA, Jet e Fréquence Mutine FMs (França), Totally Radio, West Norfolk Radio e Salford City Radio (Inglaterra), Granollers, Contrabanda e Onda Toledo FMs (España) e Kosmos FM (Grecia); e algumas rádios e webradios brasileiras, como Cidade FM, Kiss FM, Educadora FM, USP FM, Rádio Graviola, Internova, MutanteRadio, etc.

Formação da Banda:

Marcos Muller: voz e guitarra
Mauk: baixo
Luciano Cian: teclado e vocais
Pedro Serra: bateria

OUTROS LINKS

Para ver: www.youtube.com/c/estranhosromanticos

Para ouvir: https://open.spotify.com/album/77OCLkPlVCsIJfFS1p0QBA

Para baixar: http://estranhosromanticos.bandcamp.com

Facebook: www.facebook.com/estranhosromanticos

Instagram: www.instagram.com/estranhosromanticos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *