1º álbum do projeto eletrônico pernambucano Chambaril chega aos streamings

15 anos depois de seu lançamento o álbum soa tão atual quanto na época em que foi lançado

Por Ricardo Leite

Chambaril é um projeto de música eletrônica do início dos anos 2000 em Recife, encabeçado por manipuladores de som e músicos: Claudio N e Pi-R. Ao vivo, o projeto se desdobrava em banda com formação fluída de jovens músicos.

As músicas misturavam estilos que iam do brega recifense ao Miami bass, tão famoso no funk carioca, passando pelo Hip Hop, sonoridades indies e até metal, como em “The Funker”. Tudo isso em colagens sonoras, beats e passando por falas e frases incríveis de Costinha e outros nomes, que já eram meme, antes mesmo dos memes bombarem na internet.

Em 2005, o projeto lançou seu primeiro álbum homônimo pelo extinto selo Bazuka Discos, do Coquetel Molotov, com distribuição por outro selo importante pro indie nacional que não existe mais, a Peligro.

O álbum, com 14 faixas, foi um dos destaques da cena indie pernambucana do início deste século, que tentava emergir da lama após a exaltação do manguebit de Chico e cia. Tal qual a mistura de aroma e sabores do prato Chambaril, o projeto dava o tom de aleatoriedade pós-moderna, tão comum hoje em dia.

Se você nunca escutou ou ouviu falar desse clássico, agora é a sua chance:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *