10 músicas para ouvir no final de semana #11

Por Lucas Lima

Com a chuva de singles lançados toda semana, pode ser difícil escolher o que ouvir. Tendo este pretexto como base, selecionamos e divulgamos semanalmente 10 canções lançadas recentemente para você ouvir no final de semana. Você pode escutar as faixas em nossa playlist, que é atualizada a cada sete dias (acesse no final da matéria). Confira os artistas da décima primeira edição:

Braza – Ando Meio Desligado

A clássica canção dos Mutantes, lançada originalmente no álbum “A Divina Comédia ou Ando Meio Desligado” em 1970, ganhou versão reggae por parte dos rapazes do Braza. 

Sozinho no Sótão – Acho Q Vc Vai Gostar

Faixa que marca o debute do projeto Sozinho no Sótão, “Acho Q Vc Vai Gostar” é uma canção de vários nuances, desde a música eletrônica até o metalcore, que versa sobre as tantas emoções vividas em um relacionamento abusivo. 

Thaysa Pizzolato – Runaway

Dificilmente temos uma música inteiramente instrumental aqui nesta lista, porém para esta semana temos uma exceção. A capixaba Thaysa Pizzolato cria pontes entre estilos oitentistas e contemporâneos nesta música que marca a estreia do projeto solo da artista. “Esse primeiro single, como o nome sugere, é trilha pra um momento de ‘fuga’, digamos assim. E durante o processo de composição e gravação dele, acabou que foi minha fuga da realidade mesmo, enquanto estava trabalhando nessa música”, conta.

ASA – Nova Inteligência

Ananda Góes e Fabricio Di Monaco formam o duo ASA, ainda emergentes no cenário musical. “Nova Inteligência” é a o primeiro single dos artistas. 

“Essa canção foi escrita em quando o crescimento de uma frente conservadora no Brasil começava a se fortalecer, simultaneamente a um momento em que a riqueza trazida por pontos de vista e comportamentos que não se encaixam nos padrões sociais, comportamentais, de gênero ou sexuais normativos, se fazia, nitidamente, cada vez mais necessária ao planeta.

Acredito muito que todas as linguagens de comportamento, criadas a partir de nossas diversidades, quando exploradas com liberdade, nos levam à evolução da nossa condição humana para um estágio melhor. Essa letra expressa minha crença de que essa evolução é um fato inevitável, por maiores e mais insistentes que sejam as forças contrárias”, conta Fabricio.

Herbert Vianna – Pinball Wizard

O The Who foi influente na vida de muita gente e não é diferente para Herbert Vianna, vocalista e guitarrista dos Paralamas do Sucesso. “Pinball Wizard”, clássica faixa lançada no álbum “Tommy”, é apenas a primeira do projeto “HV Sessions”, onde Hebert vai visitar, em parceria com o produtor Chico Neves, canções que marcaram a vida dele. 

Ian Cardoso – Amassadinho

Ian Cardoso antecipa “Devoto Franco”, seu primeiro disco solo, canção intimista inspirada em um amor vivido em meio à quarentena. 

“Essa música surge no verso ‘eu vi seu sorriso aberto por baixo do pano’. Essa ideia veio de uma ida trivial ao mercado, logo nos primeiros meses de pandemia. Fiquei com essa cena na cabeça e a história da máscara me levou a pensar no reposicionamento do olhar na comunicação das pessoas na rua. A partir daí, reflito sobre paixão, tristeza, dúvidas, saudade, melancolia e aquela vontade de saber o que será do meu coração quando tudo isso passar”

Suíte Super Luxo – Todo Império Um Dia Cai

A banda brasiliense une punk, garage rock e psicodelia nesta canção que, segundo o grupo, é uma mensagem de esperança. “De certa forma, essa música reflete  sobre o estado atual de mazelas no país promovido pelo projeto secular do ora dito grande acordo nacional” diz o vocalista Lucq

Tutameia e Ronei Jorge – Urubu-Rei

Alter ego de Adalberto Rabelo Filho, Tutameia mostra neste single que nem sempre desempenhamos bons papeis em determinados momentos da vida. A faixa aqui compartilhada é a versão acústica, que conta com a participação do cantor Ronei Jorge. 

Gabrre – Elephants

O jovem Gabrre traz como tema central deste single os problemas de um relacionamento instável. A faixa sucede os singles “De Noite Eh Dia de Sair” e “Defender”, ambas lançadas também neste ano.

Chuck Hipólitho – Mais Ou Menos Bem

Chuck tem preparado um novo álbum de estúdio e “Mais Ou Menos Bem” é uma das faixas que antecipa este projeto. A canção é uma versão de “Más O Menos Bien” (Santiago Barrionuevo), da banda indie argentina El Mató a un Policía Motorizado — introduzida ao artista por Martin Mendonça, guitarrista da Pitty. “Quando chegou a pandemia, decidi gravar a demo dela. E é sempre assim: começo a demo e, quando vejo, estou fazendo a gravação definitiva”, explicou. “Tentei fazer uma tradução adaptando a letra a um repertório de linguagem e imagens próprio do Brasil”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *