10 músicas para ouvir no final de semana #19

Com a chuva de singles lançados toda semana, pode ser difícil escolher o que ouvir. Tendo este pretexto como base, selecionamos e divulgamos semanalmente 10 canções lançadas recentemente para você ouvir no final de semana. Você pode escutar as faixas em nossa playlist, que é atualizada a cada sete dias (acesse no final da matéria). Nesta décima nona edição temos as novas músicas de Jota-pê, Gutavo da Lua e muito mais. Confira: 

Jota.pê – Zero

O cantor Jota.pê imprime sua em voz em uma canção que já é um clássico da música brasileira. A música, que é um sucesso da cantora Liniker, tem característica mais intimista na versão do cantor. 

Bárbara Silva – Lembrança Futura

Cantora e compositora brasiliense, Bárbara Silva tem preparado terreno para um EP que será lançado no ano que vem. Um gostinho do trabalho é o single “Lembrança Futura”.  “Essa faixa nasceu no terceiro mês da quarentena. Veio bem no ápice da correria e das incertezas como um acalento, uma gratidão pelo amor vivido no dia a dia. É uma música de intensidade na letra e na sonoridade. Com mais instrumentos que as músicas anteriores, tem meu coração nela”, diz a cantora. 

Pitty – Ninguém é de Ninguém (Ao Vivo)

Essa é uma das faixas lançadas em registro ao vivo gravado na Bahia e que celebra bem sucedido álbum “Matriz”. 

Gustavo da Lua – Vem Pra Ficar

“Vem Pra Ficar” é um single que marca a vontade de Gustavo da Lua de explorar novos caminhos para suas composições. A faixa traz  influências da música afro-cubana e de sua cidade natal, Olinda, misturando estilos com movimentos musicais influenciados pela santeria. Tudo harmonizado com o sotaque pernambucano e letra que abarca contos e lendas místicas, encantos, encontros e desencontros, combinando fantasia e realismo. 

Amon Martins e Igor B – Focus I

Amon Martins se junta ao rapper Igor B para passar uma mensagem simples através dessa música: perseverança. Pode ser mesmo simples, porém de fato é uma atitude que é muitas vezes esquecida durante períodos difíceis da vida. ”Precisamos escrever a nossa própria história sem medo de errar e sem desistir nos primeiros tropeços. Somente assim, conseguimos vencer os obstáculos”, diz Igor B. 

Edgar – Também Quero Diversão

Desde que surgiu no cenário musical, Edgar tem chamado atenção por seu jeito peculiar e original de fazer música. Não é diferente neste mais recente lançamento do artista. 

“Também Quero Diversão” foi escrita há cerca de dois ano e já descrevia “a sensação desse levante ditatorial que aconteceu no Brasil” – conta Edgar. A parte musical e a produção ficaram a cargo de  Pupillo, que criou uma batida mais densa, com influência do hip hop.

Vovô Bebê – Bolha

Vovô Bebê passeia em uma MPB incomum em “Bolha”, faixa que antecipa o próximo disco do artista, que será lançado ainda neste derradeiro ano de 2020. 

Raphael Pippa – Parapeito

O artista carioca Raphael Pippa nos traz uma reflexão sobre saudade e amor em faixa que explora diversas sonoridades. 

“Neste lançamento procuro representar essa saudade em forma de amor, a capacidade de olhar-se e nutrir-se desse momento de solidão como forma de crescer e se autodescobrir também. Quero representar a expectativa desses reencontros durante e pós-pandemia, de antigos e novos amores. Pela urgência que estou em falar sobre esse momento de introspecção que vivi no começo da quarentena e que vi muitos seguidores, amigos e pessoas próximas se identificando, queria falar de amor de forma a considerar que precisamos lidar como nossos vazios e desencontros ao mesmo tempo. Procurar a paz em si para doar-se a uma vida amorosa”, explica Raphael. 

Gabriel Buarque – De Primeira

Parece improvável, mas, sim, é possível ser otimista em 2020. Prova disso é “De Primeira”, canção alto astral de Gabriel Buarque. 

“A música é extremamente alto astral, cabe em qualquer playlist good vibes e em meio a tanta loucura no mundo, viemos com essa faixa para dar uma animada na galera. Ela representa o início de uma mudança que almejo, que é modernizar todo o som e aproximar cada vez mais arte e moda como um dos pilares do trabalho, já que sou também designer e artista. É o pontapé inicial de trazer para o som melodias que intercalam algo falado com refrões melódicos, synths e beats modernos”, explica Gabriel.

Dayá – Egoísta

“O que faz o amor vir a ser egoísta?”. Esta é a indagação de Dayá nesta faixa que nos traz reflexões que podem ir muito além dos relacionamentos amorosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *