10 Músicas Para Ouvir no Final de Semana #22

Está no ar a nossa vigésima segunda edição da playlist “10 Músicas Pra Ouvir No Final de Semana”. Desta vez temos artistas como Graveola, a banda Nouvella e o projeto em trio de Mari Froes, Ana Muller e Rodrigo Alarcon. Não esqueça de seguir a playlist no Spotify, disponível no final da matéria!

Nouvella – The Sun Will Rise Again

Single que dá nome ao primeiro EP do grupo de Florianópolis, traz o soul aliado ao rock, o que resulta em uma sonoridade alto astral e dançante. 

Maíra Guedes – By The Window 

A cantora Maíra Guedes desbrava novas searas nesta que é a primeira canção da artista em língua inglesa. A faixa, também, traz para a carreira da cantora sonoridades como R&B e o Lo-Fi. 

Project XK – Teenagers Vibe

O Project XK, que existe desde 2005 e tem suas raízes em São Vicente, litoral de São Paulo, traz a música eletrônica para a camada indie com essa faixa que beira o pop. 

Rodrigo Alarcon, Mari Froes e Ana Muller – Carta Que Não Diz

Nomes contemporâneos da MPB se juntaram  neste projeto que traz a sonoridade da música brasileira dos anos 50 e 60 como principais referências. O lançamento sai pelo selo Taquetá e traz Mari Froes, Ana Muller e Rodrigo Alarcon. 

Aiace – Amarelocura 

A cantora baiana Aiace traz o amor como sentimento de revolução nesta faixa, em um momento onde precisamos cada vez mais disso. 

“Nesse projeto, originalmente composto por Lucas Pitangueira, canto sobre o amor como um instrumento ‘marginal’ de transformação. Esse som é uma mensagem sobre acreditar, ressignificar, ter fé e coragem para os tempos adversos como esses que estamos vivendo. Amarelocura é, para mim, um sopro de esperança em meio ao caos e acho importante perceber que surge desse olhar atento de quem lê nos muros, mundo afora, muitos dos conselhos que as artes urbanas nos emprestam”, explica. 

Tha Mello – Carta aos Sobreviventes

Artista do Rio de Janeiro, Tha Mello traz influências de Pitty e Paramore para suas canções. Os mais recentes lançamentos da artistas são versões ao vivo para os seus singles, disponíveis no canal do YouTube da cantora. 

“A gente já estava querendo lançar um vídeo ao vivo desses dois singles, mas queríamos que fosse num formato diferente. Foi quando tive a ideia de fazer a percuteria e cantar. Fizemos um teste em uma das lives que participamos e a recepção pra esse formato foi super positiva, então acho que era o empurrãozinho que a gente precisava pra gravar essa versão”, declara Tha.

Paula Azzam – Fluxo de Cores

Paula Azzam antecipa seu álbum de estreia com a intimista “Fluxo de Cores”. A canção é uma regravação, que foi apresentada em sua antiga banda, Petrichó, há cinco anos.

“Essa faixa é muito especial na minha trajetória e que guarda um grande espaço no meu coração! Foi uma delícia poder regravá-la com esse novo arranjo. Espero que ela toque com essa nova atmosfera e conquiste a alma de todos!”, comenta.

Graveola – Nosso Estranho Amor

O grupo Graveola tem seu preparado para um próximo álbum de estúdio e a ponte para esta nova fase é o single “Nosso Estranho Amor”.  “Inicialmente, essa canção era uma balada romântica. Quando entrou pro disco, o Graveola deu de presente pra ela um arranjo mais rock`n`roll, que trouxe um drama especial e bonito pra música”, conta Luiza Brina, autora da canção ao lado de Luiz Gabriel Lopes.

Libra – Flakey Town

Libra é o projeto do músico Zeh Monstro, onde o mesmo recebe cantoras para dividir os vocais. Nesta canção, a artista que divide os vocais é a cantora, atriz, escritora e modelo Elyse Cizek.

Di Melo – Minha Estrela

Di Melo recebeu um tributo, com releituras de suas faixas por artistas da nova geração da música nacional. O projeto é intitulado “Podível e Impodível” e já está disponível nas plataformas de streaming. O caso é que o próprio homenageado fez uma releitura para o registro, na ocasião da faixa “Minha Estrela”, produzida por Diogo Strausz e Tó Brandileone.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *