Funk, indie, new wave: como o Temple Hills quer dar novos ares para a música gospel norte-americana

Com influências de Duran Duran e Prince, grupo busca incluir sonoridades contemporâneas em faixas cristãs

“Você acredita em Deus?”. Com esta pergunta inicia-se a faixa “Give Him All The Praise“, do projeto gospel Temple Hills. Porém este não é uma banda cristã convencional. A ideia nasceu e cresceu em Indiana (EUA), onde o baixista Mike Garrett conheceu a cantora Cutti, em um culto na Igreja Cristã Kingsway. A premissa de Mike era criar canções que levassem novos ares para a música gospel. Mas o que seria isso?

Pois bem, nas quatro primeiras faixas do grupo há toques de funk, new wave, pós-punk e rock alternativo que fazem qualquer um dançar. Além disso, há uma preocupação exponencial com os figurinos e a produção de videoclipes. “Sentimos que há muitas pessoas que cresceram na fé e, embora possam não ser tão firmes em sua jornada, fazer música cristã com um som diferente pode, de alguma forma, trazê-las de volta. Música é uma coisa muito emocional e primordial, seja com ou sem letra, então, se o mero som pode capturar alguém fisicamente ou emocionalmente, talvez as pessoas fiquem por perto para ouvir a mensagem. Acreditamos que a melhor maneira de fazer a diferença é, primeiro, ser diferente”, diz Mike. 

Mike cresceu ouvindo funk e a new wave dos anos 80, então incorporar tais detalhes em um ambiente gospel não foi tão difícil. “Nossas influências vão desde Duran Duran, Prince e Bootsy Collins. A ideia por trás do nosso som é pegar elementos desses gêneros e aplicar arranjos pop contemporâneos, porém com letras centradas em Cristo”, explica. 

Quando ouviu Cutti cantar, soube que aquela era a voz forte para seu projeto. “Escrevi ‘Together’ há 36 anos. Infelizmente demorei para encontrar a voz certa”, diz o baixista. “Não existiu qualquer audição para vocalista. Quando convidei Cutti, ela agarrou a oportunidade e mandou bem para valer. Se eu estivesse simplesmente procurando alguém que pudesse cantar, teríamos gravado um disco há uma década (risos)”. 

A canção de 36 anos atrás renasce 

“Together”, canção mencionada pelo baixista do Temple Hills, tem o videoclipe mais elaborado até o momento. Mike e Cutti apresentam-se lado a lado em uma atmosfera envolta por fumaça e com pouca luz. As roupas, quase todas pretas, são inspiradas no estilo steampunk. “Esse vídeo foi gravado ao anoitecer e fizemos desta forma porque a música fala sobre as dificuldades em uma jornada de fé. Existem os momentos sombrios e, embora as lutas para cada um de nós sejam diferentes, estamos todos juntos nisso”, resume Mike.

Um momento sombrio em comum é a pandemia do coronavírus, que alcançou seu pico no Brasil nos últimos dias. A forma como o poder executivo, encabeçado por Jair Bolsonaro (que teve discursos baseados na religião cristã como um dos elementos de sua eleição), tem administrado este período e também os discursos de ódio promovidos pelo presidente causam aversão por parte da população mais progressista. 

“Não posso dizer muito pois não estou muito familiarizado com as falas do presidente do Brasil. Não é raro que a bíblia seja citada fora de contexto, ou então longe de um contexto completo. Nós, cristãos, temos o objetivo de sermos pescadores de homens. Isto é, temos o propósito de trazer pessoas para a nossa fé. Sim, por nossa mensagem, mas ainda mais por nossas ações, porque, como diz o ditado, ‘ações falam mais alto que palavras’. Então o que tenho a dizer é: a pandemia de coronavírus afetou pessoas em todo o mundo e sim, use sua máscara, lave as mãos e todas essas coisas boas. Mas nunca perca de vista que Deus criou o homem para ser comunitário, para que possamos abençoar uns aos outros. Este vírus não é uma maldição. O grande número de mortes e doenças, na verdade, serve para esclarecer que Deus nos criou porque precisamos ser uma bênção uns aos outros, ajudando-nos a compreender o quão frágil e valiosa é a vida. Então, seja gentil um com o outro. Não tenha medo de dizer ‘eu te amo'”, diz Mike.

“Portanto, se você é um cristão e está lendo isso, o espírito de Cristo deve sempre brilhar através de você, a ponto de ninguém questionar quem e o que você é. Se você não é cristão e está lendo isto, entenda que nós, como cristãos, nem sempre fazemos o melhor trabalho em transmitir o amor e o valor de nossa fé, mas saiba que o amamos, mais do que você pensa e que Cristo o ama, mais do que você se ama. Estamos todos juntos nesta coisa chamada vida”, finaliza.

O Temple Hills tem quatro faixas lançadas nas plataformas de streaming: “Together”, “Funk & Jesus”, “Life”e “Give Him All The Praise”. O objetivo do grupo é lançar mais vídeos, faixas e o primeiro álbum ainda neste ano. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *