Casa de Francisca em São Paulo ameaçada

Espaço cultural Casa de Francisca, no centro histórico, luta por abrigo da sede no Palacete Tereza devido às dificuldades enfrentadas durante a pandemia com financiamento coletivo e corre contra o tempo!

Fachada Casa de Francisca. Crédito: Pedro N. Prata.

Conhecida por suas atividades culturais, “a menor casa de shows da cidade” ou ainda “a esquina musical de São Paulo” corre o risco de fechar por conta das medidas restritivas para o controle da pandemia causada pela Covid-19.

Como descrito em suas redes sociais, o anúncio do fechamento é um prelúdio revestido de pedido de socorro! Apesar de ainda manterem a cozinha e um serviço de entrega de refeições no local, viram-se sem saída e, lamentavelmente, acreditam correr mesmo o risco de encerrar suas atividades no endereço.

Para vencer a derrocada situação, fundadores pedem suporte a fim de perpetuar o lar de mais de duzentos e cinquenta shows anuais e ponto turístico importante que tornava, em São Paulo, o encontro de artistas com seu público uma experiência bem mais casual. Foram mais de três mil e quinhentos shows e eventos independentes durante a trajetória. Indiscutivelmente, uma das mais importantes referências do segmento.

Mais do que um Palco: Um Patrimônio Histórico!

Fachada noturna do Palacete de Tereza onde está a Casa de Francisca desde o ano de 2017. Crédito: Pedro N. Prata

Casa de Francisca, localizada atualmente no Palacete Tereza Toledo Lara, número 22 da Rua Quintino Bocaiúva, tinha seu endereço noutro lugar. Os últimos sete anos de sua existência até o momento são menos que a metade dos quinze de sua vida, mas sua mudança para o Palacete foi um acontecimento muito celebrado.

O edifício foi tombado e faz parte da Zona de Preservação de Imóveis de Caráter Histórico, Artístico, Cultural e Paisagístico da Área Central de São Paulo. Apesar de já ter um século, o edifício resiste até os dias atuais como um dos prédios mais bem conservados do centro histórico da cidade.

O lugar pertencia, inicialmente, ao conde Antônio de Toledo Lara, um dos fundadores da fábrica de bebidas Companhia Antarctica Paulista e que também financiou a restauração da Catedral da Sé. Concebeu o nome do Palacete como uma homenagem à jovem filha, então, com apenas sete anos. Na época, detinha, ao todo, quinze imóveis no centro da cidade e foi o segundo maior proprietário imobiliário da região.

O local abrigou instituições importantes e com valor histórico. Foi a casa da primeira loja de instrumentos musicais da capital, a Casa Bevilacqua, a editora de música Irmãos Vitalle e a Rádio Record na época áurea do rádio brasileiro.

O prédio foi projetado pelo arquiteto alemão Augusto Fried, conhecido por ter construído a primeira mansão da Avenida Paulista para um dos acionistas da fábrica de bebidas citada anteriormente, o dinamarquês Adam Ditrik von Bulow.

Chega ao Palacete, A Casa de Francisca

Interna Casa de Francisca. Crédito: Life by Lufe

Em 28 de setembro de 2015, foi realizado um financiamento coletivo com o intuito de transferir a quarta edição de “O Grande Concerto” — evento que reúne músicos habituados a se apresentarem na Casa de Francisca — para o primeiro andar do palacete. Dessa forma, em sua nova arena, a casa de shows, antes com capacidade para quarenta e cinco convidados, poderia receber entre cento e vinte e até cento e cinquenta pessoas.

Durante a tradicional Virada Cultural, no dia 20 de maio de 2016, o edifício foi um dos pontos de encontro do happy hour de abertura para as atrações musicais que aconteceriam na 12ª edição do evento. A ocasião foi uma prévia da inauguração de transferência da Casa de Francisca para o Palacete Tereza Toledo Lara no ano seguinte.

Seguindo a ordem cronológica, a partir de 8 de fevereiro de 2017, então, finalmente, o Palacete passou a ser abrigo da nova sede da casa de shows Casa de Francisca. A necessidade de maior acomodação foi um dos principais motivos desta mudança. A inauguração contou com celebridades como o Clube da Encruza e Emicida.

Campanha Avante Francisca!

Através do site Apoia.se, responsável por transacionar recursos que permitam instituições ou pessoas fazerem sua captação, a casa de shows lançou sua campanha. Através das doações, seus mantenedores participarão da recuperação da casa ativamente. Além disso, serão beneficiados com ingressos, cartazes e incentivos bem legais! Dá uma conferida:

Arte do financiamento de coletivo “Avante Francisca” com as recompensas para os contribuidores (Reprodução).

• PLACA/MENÇÃO: agradecimento especial no site e placa na entrada da casa;
• PLAYLIST: playlist exclusiva no Spotify com uma série de shows gravados ao vivo na Casa de Francisca, além dos discos mais tocados na casa durante os últimos anos;
• ASSEMBLÉIA: encontro on-line mensal com a equipe da Casa de Francisca, mantenedores e artistas convidados para discussão de pautas contemporâneas e rumos da casa;
• CURSOS: cursos on-line gravados com dicas de preparo de pratos, drinks e curadoria da casa;
• CINE-LIVE: acesso ao acervo das cinelives publicadas no canal cine.casadefrancisca.art.br ;
• COMPRA ANTECIPADApreferência de compra antecipada em cota voltada para mantenedores nos shows presenciais;
• INGRESSOS: ingresso gratuito mensal mediante a reserva e disponibilidade da cota voltada para mantenedores;
• CARTAZES*: receba cartazes impressos de shows realizados na Casa de Francisca ao longo de seus 15 anos;
• CELEBRAÇÃO!: festa comemorativa ao retorno da Casa de Francisca.
*(a partir da retomada).

Os mantenedores poderão fazer um plano de assinatura que permita receber todos esses benefícios ou só alguns, de acordo com o plano desejado. Os planos podem ser mensais ou, se for o caso, mas também muito bem vinda, há como fazer uma doação única!

Classe Artística Indignada

Rubens Amatto, o fundador da Casa de Francisca, sobre o caso:

Nesse momento de tragédia no mundo, o Brasil é protagonista com a incompetência de seus governantes que politizam a vacina e assistem ao aumento de mortes, das variantes do vírus e do colapso do sistema de saúde. O setor cultural, responsável pelo alimento espiritual e por uma das maiores riquezas do país, e o setor de eventos, bares e restaurantes são uns dos setores mais atingidos pela pandemia e carecem de ações emergenciais e significativas do setor público“.

Vários artistas e frequentadores têm demonstrado sua indignação com a falta de consideração do governo para com estabelecimentos que promulguem a cultura e o bem estar social. Habitués do palco da casa, Crioulo e Emicida, fazem parte desse grupo.

Em todas as vezes que fui ali, eu não pensava que estava em uma casa de shows. O Rubens conseguiu criar um templo da arte contemporânea que se encontra com os artistas de antes, na companhia da alma dos que já se foram; e assim sonhamos com o futuro“,

— declarou Emicida.

Não deixe de conferir as novidades no Instagram e na página do Avante Francisca! no Apoia.se. Com votos de sucesso à retomada, a classe artística e o público cativo aguardam o retorno da agenda cultural e a permanência de sua sede no endereço!

Serviços: Casa de Francisca e Campanha de Financiamento Coletivo “Avante Francisca”

Tipos de contribuição:
1. Apoia.se > Avante Franciscahttps://apoia.se/casadefrancisca
2. Contribuição pontual PIXhttp://casadefrancisca.art.br/novo/pag/pix
3. PAYPAL > Internacionalhttp://casadefrancisca.art.br/novo/pag/paypal

Site oficial Casa de Franciscahttp://casadefrancisca.art.br/novo/
Redes Sociaishttps://www.instagram.com/casadefrancisca/ e https://www.facebook.com/casadefrancisca

Endereço — Casa de Francisca / Palacete Tereza:
Rua Quintino Bocaiúva, 22 – Sé – 1º andar
São Paulo/SP – Brasil

Outros contatos:
Telefone: 11 3052-0547
reservas@casadefrancisca.art.br
info@casadefrancisca.art.br

Matéria publicada originalmente no site SP da Garoa, por Rafa Rissutti.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *